Lila e Vladímir

Para lembrar, neste dia dos namorados (que é também o dia da Rússia!), um dos casais mais intensos da história da literatura:

“Se no deserto tórrido

estenderes caravanas,

lá onde os leões estão de guarda,

pousarei a teus pés

sob a areia fustigada pelo vento

o Saara escaldante de meu rosto.”

(Vladímir Maiakóvski, em estrofe do poema “A flauta-vértebra, dedicado a Lila Brik)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s