Paul

“Em dezembro de 1949, embarquei num cargueiro polonês em Antuérpia com destino a Colombo. Entramos no estreito de Gibraltrar à noite e ficamos no convés observando a luz do farol do cabo Spartel, na extremidade noroeste da África. Ao navegarmos para o leste, eu podia distinguir a luz de algumas casas na Velha Montanha. Então, quando chegamos mais perto de Tânger, uma fina névoa assentou sobre a água, e só se via o refulgir das luzes da cidade refletido no céu. Foi então que senti um desejo ilógico e poderoso de ir para Tânger. Até aquele momento, nunca me havia ocorrido escrever um livro sobre a cidade internacional.”

O trecho acima pertence à introdução do livro do Paul Bowles, Que venha a tempestade – minha leitura atual. Depois de voltar de viagem, fiquei com essa vontade de ler relatos de aventura – e ninguém melhor do que Bowles para envolver o leitor em ambientes exóticos e tramas bizarras. Antes disso, estava lendo um xará dele, Paul Theroux (cuja Suíte elefanta está entre meus livros preferidos). O seu romance A costa do Mosquito traz uma longa peregrinação pelas selvas de Honduras, e a gente fica com a real sensação de viscosidade, calor pegajoso e cansaço quase desumano, depois de lê-lo. O retrato odioso do protagonista é também uma lição de como se pode criar um vilão em narrativas. Se um grande autor pode ser medido pela capacidade que tem de manipular as emoções do leitor, então Theroux revela-se um mestre. A sua história instaura dor e repulsa – e é admirável a maneira como não escapamos de ser (assim como a maioria dos personagens) vítimas das circunstâncias, sofrendo com isso.

Bowles

Theroux

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s