A foto da foto de Francesca

O Palais Bozart, em Bruxelas, acabou me encantando muito mais do que o Museu de Belas Artes – e isso por causa da exposição “WOMAN – The feminist Avant-Garde from the 1970s”. Ora, quem me conhece sabe que eu costumo rejeitar esse tipo de evento construído em torno de uma noção de feminino, como se mulheres artistas, apenas pelo fato de serem mulheres, construíssem uma arte diferente ou específica. Uma seleção orientada por tal critério sempre me parece, à primeira vista, preconceituosa ou redutora, mais preocupada com a ideologia do que com a qualidade artística (um modo de reduzir a obra a uma etiqueta, afinal). Mas é claro que também não quero rotular as coisas sem antes conhecê-las – e, nesse processo, já fui alegremente surpreendida por mostras ou antologias que ultrapassaram minhas expectativas. WOMAN foi um destes casos, completamente inesquecível! Anotei alguns nomes que merecerão outras postagens e mergulhos (o internauta pode se adiantar): Hannah Wilke, Eleanor Antin (com a sua ideia de que “la vie humaine est comme une vie littéraire”), Lili Dujourie, Ketty la Rocca, Helena Almeida, Birgit Jürgenssen (“a autoderrisão é uma forma de estratégia autobiográfica”), Ana Mendieta, Gina Pane (“Le blanc n’existe pas”), Ewa Partum (“O ato de pensar é um ato artístico”), Renate Bertlmann e Ana Casa Broda (fotografia como biografia). Mas o destaque supremo vai para Francesca Woodman, que eu já admirava muitíssimo e nunca tivera diante de mim. Ver suas fotos é uma experiência de impossível descrição. Assim – mesmo sabendo que eu compraria o catálogo com todas as imagens disponíveis para serem folheadas por horas futuras – tive que fotografar algumas daquelas fotos. Porque a única forma de compreender Francesca, de dialogar com ela, era reprisando o seu gesto criador, repetindo a sua linguagem como quem caminha sobre uma pegada úmida, ajusta o próprio pé à marca que o outro deixou. Abaixo, seguem duas destas imagens – indistinguíveis, na mirada, de qualquer reprodução que se possa encontrar na internet, com a obra de Francesca. Mas eu sei que elas são especiais, porque são fotos das fotos, feitas em 29 de junho deste ano, quando Woodman deixou de ser modelo de si própria e posou para mim, dentro de um museu belga.

Fran1Fran2

Anúncios

2 pensamentos sobre “A foto da foto de Francesca

  1. Eu gosto muito de um texto da Ana Cristina César chamado “Literatura e mulher: essa palavra de luxo”. Está em um volume de artigos e traduções da autora editado pelo IMS.
    Discordo também desse uso do termo “feminino”, como se houvesse qualquer coisa de imanente nas obras produzidas por mulheres e que, no limite, as inferioriza, posto que os adjetivos ligados ao “feminino” costumam carregar uma conotação disfórica. Apesar disso, não posso deixar de pensar que as condições históricas e culturais dentro das quais as mulheres produzem (e publicam/divulgam) arte são bastante diferentes das dos homens. Sobre literatura, Regina Dalcastagnè (UnB) publicou um estudo recente sobre o mercado editorial brasileiro interessantíssimo e alarmante. Somos apenas 1/4 deste “território contestado” da literatura contemporânea, e não creio que mérito ou qualidade das obras seja a questão. Antes, a divisão sexual do trabalho (D. KERGOAT) nos diria muito mais a respeito do tema.
    Mas no final das contas, o que eu queria mesmo era aproveitar e te apresentar uma fotógrafa argentina fantástica, com fotos impressionantes de mulheres: Adriana Lestido http://www.adrianalestido.com.ar/ Tive a felicidade de ver de perto no MNBA em B’Aires.

    Acho que não o “feminino”, mas a “autoria feminina” ou antes “produzido por mulheres” podem ser categorias importantes para pensar a arte. Não são suficientes, claro. Mas são acima de tudo úteis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s