Livros de viagens

A Coleção Brasiliana tem, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, vários exemplos de imagens que constituíam aqueles livros de viagens do século XIX – obras que eram o principal meio de difusão da diversidade brasileira na época. A gente ainda consegue viajar por essas mapotecas, e agora não apenas rumo a outros lugares, mas também a outros tempos, quando o ritmo era tão lento que parece quase impossível de imaginar. Fotografei alguns exemplos para os leitores deste blog. O primeiro é um óleo sobre tela; em seguida, temos uma aquarela, uma litografia e uma água-tinta e aquarela sobre papel. Aproveitem o passeio!

Joseph Léon Righini - Casa de índios na Floresta Mata-Mata, no Moju, Pará (1867)

Joseph Léon Righini – Casa de índios na Floresta Mata-Mata, no Moju, Pará (1867)

Jules Marie Vincent de Sinety - Os jesuítas (1841)

Jules Marie Vincent de Sinety – Os jesuítas (1841)

Johann Moritz Rugendas - Défrichement d'une forêt (1835)

Johann Moritz Rugendas – Défrichement d’une forêt (1835)

Henry Chamberlain - Pretos de ganho (1821)

Henry Chamberlain – Pretos de ganho (1821)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s