Charleroi: tudo é fotografia

Para finalizar 2015, que viu o seu segundo semestre tão dedicado à fotografia (objeto de minha pesquisa de pós-doc), visitei o Musée da Photographie, em Charleroi. Além dos meus autores idolatrados, encontrei no acervo permanente vários nomes que não conhecia, e extremamente interessantes. Destaco, por exemplo, a obra da finlandesa Susanna Majuri, do tcheco Pavel Banka, da mexicana Erika Harrsch…

Susanna Majuri (Mykines – 2007)

Pavel Banka (da série Infinity)

 

Erika Harrsch

O espaço do museu é um prazer à parte, com seu maravilhoso jardim, sua biblioteca aconchegante e a arquitetura, que conserva a atmosfera da época em que o local foi um convento:

20151229_101121

20151229_105538

Os autores nacionais também preenchem uma boa lista: Yvan Weber, Aurélie Fayt, Michel Papeliers, Colin Delfosse, Bruno Arnold & Yves Vranken, Victor Guidalevitch são belgas que me farão sair à procura de mais. E agora há pouco, neste primeiro de janeiro, outra artista se acrescentou: Brigitte Grignet, cuja exposição está na galeria Satellite, do cinema Churchill (onde vi Béliers – um filme islandês lindo!). Dela é a imagem abaixo, que subitamente me levou à Beira-Mar de Fortaleza:

Brigitte Grignet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s